Ciência: agência de controle do comportamento? – Boteco Behaviorista #22

“O grupo exerce um controle ético sobre cada um de seus membros através, principalmente, de seu poder de reforçar ou punir. O poder deriva do número e da importância de outras pessoas na vida de cada membro. Geralmente o grupo não é bem organizado, nem seus procedimentos são consistentemente mantidos. Dentro do grupo, entretanto, certas AGÊNCIAS CONTROLADORAS manipulam conjuntos particulares de variáveis.” (Skinner, 1953)

Governo, religião, psicoterapia, economia e educação foram as agências de controle descritas por Skinner em sua obra “Ciência e Comportamento Humano”. Descobertas científicas sobre processos básicos envolvidos no controle do comportamento são extrapoladas ao contexto aplicado, no intuito de elucidar a manipulação exercida por cada agência.

Mas o que dizer em relação à ciência?! Para além de uma ferramenta que auxilia a compreender o controle exercido pelas demais agências, pode ela também ser considerada uma agência de controle do comportamento humano?

Para responder a isso, na estréia de sua 3ª temporada, o Boteco Behaviorista recebe os professores Carlos Eduardo Lopes (UEM) e Robson Cruz (PUC-MG).

– Ana Arantes
– Carlos Eduardo Lopes (UEM)
– César Antonio Alves da Rocha
– Felipe Epaminondas
– Jan Luiz Leonardi
– Robson Cruz (PUC-MG)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Flex Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top