Corrupção e Teoria dos Jogos – Boteco Behaviorista #45

Frequente no noticiário brasileiro contemporâneo, a corrupção é tema bastante estudado nos campos da economia, sociologia e ciência política. Permanecem ainda parcos, contudo, estudos empíricos sobre a corrupção como fenômeno comportamental.

Como um ramo da matemática aplicada que investiga as estratégias de jogadores no arranjo de diferentes situações, a teoria dos jogos propicia bases interessantes para essa investigação. O dilema do prisioneiro e o public goods game, por exemplo, podem ser ferramentas promissoras para o estudo da cooperação, da competitividade, bem como do comportamento corrupto.

Como poderia a análise do comportamento se beneficiar da teoria dos jogos para o estudo da corrupção? Para falar sobre isso e mais, o Boteco Behaviorista recebe André Luiz Ferreira, do Instituto Lahmiei-UFSCar, e Pedro Bordini Faleiros, professor da Unimep/Piracicaba.

– André Luiz Ferreira
– César Antonio Alves da Rocha
– Felipe Epaminondas
– Marcela Ortolan
– Pedro Faleiros

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Flex Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top